quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Sonhos

Não sei classificar o sonho de hoje...tudo bem que acordei um bocado aflita porque a corrida nunca mais acabava, mas quando acordei reflecti na estupidez e sorri.

O meu sonho começou com um dia normal em que o meu pai foi a casa da minha avó, apesar da minha avó aparecer em minha casa à procura do meu pai...lá pensei eu, desencontraram-se. Empurrei a minha mãe para ir resolver a situação, enquanto estavamos na rua, começando, já aí, as ideias estúpidas.

Enquanto estava no meio da conversa olho para trás e estava, junto ao meu portão, o actor Amaury Nolasco (Sucre em Prison Break), lembro-me de pensar "É o que faz ver repetições de Prison Break!". O rapaz que faz um papel de bonzinho em Prison Break estava no meu sonho a assaltar-me a casa! E ninguém reparava! Como de costume nos meus sonhos, a minha irmã lá teria de ficar com os maus dentro de casa, porque eu é que não era tola de me meter lá no meio, já que estava na rua ponha-me na alheta! Até que reflicto (e muito bem!!), "se é para fugir, não há-de ser a pé, vou mas é buscar o carro!" Vou de mansinho buscar o carro a ver se ele não repara...mas claro que repara que eu sou tudo menos discreta! 
Lá consigo fugir, de repente quem está a conduzir é a minha mãe enquanto eu sou apenas uma personagem secundária a tentar ligar para a policia e a tentar criar mais situações estupidas, como o lembrar que em Portugal não se telefona para o 911, e que já não é o 115, então qual é?...o 117!!...mas funcionou, ou funcionava se as pessoas passassem o telefonema para a policia municipal em vez de quererem saber a história toda, darem opiniões e fofocarem, enquanto eu estava numa perseguição! No meio disto a minha personagem ainda pensava "Chamo a Policia de S. João ou de Oliveira? Qualquer uma delas não há-de chegar à minha morada!" 
Desligo o telemóvel, olho para o lado e vejo o carro do Nolasco ao meu lado, grito à minha mãe para lhe dar um encontrão e ouço alto e em bom som "Estás louca? Isso estraga-me o carro!" Lá deve ter conseguido ligar o turbo porque conseguimos fugir, quando reparo no carro que nos perseguia...um carocha branco cheio de mobilias, tralhas e o Nolasco todo torto para conseguir conduzir com a porta fechada!

Agora penso...e peço...hoje em vez de sonhar em perseguições e assaltos com o Nolasco podia ter um sonho super querido e romântico com o Wentworth Miller, o Michael Scofield em Prison Break...isto se for para se manter a série!

1 comentário:

Neuza disse...

Imaginei a tua mãe a dizer isso!
O que me ri rapariga...e fico feliz por não ser a única anormal a ter sonhos deficientes :)