domingo, 26 de abril de 2009

História de café

Ela fazia planos para a noite,  entre risos e conversas.
Do nada começa a chorar.
Ele aproxima-se e fala com ela.
A amiga levanta-se  e dá espaço.
Eles abraçam-se, choram e beijam-se. 
Ela acalma-se e conversam. 
Ele levanta-se e afasta-se.
Ela chora novamente.

Numa outra mesa eu observava e tentava fazer uma história para as imagens.

Em qualquer uma delas porque é que a personagem da rapariga acabava sempre por ser frágil e inocente, enquanto que o rapaz acabava sempre por ser frio e parvo?

3 comentários:

Rui disse...

Os gajos são assim. Deve ser por isso que vocês ainda vão gostando de nós, de vez em quando :|

Mª Papoila e Musa disse...

Dani, Obrigada, minha doçurinha, por seres a única pessoa que bitaita no prondi sem ser forçada a tal :).
És the one! __ __
Yu'll be foreber in ór / \/ \s.
\ /
:) ** \ /
\ /

Palavras disse...

- Isso de gostarmos de vocês depende de muita coisa...por isso esse de vez em quando é tão poucas vezes... pelo menos falo por mim!

- Meu amor gosto tanto de ti que estou sempre atenta!!! Não é preciso ser avisada! às vezes não é mais cedo porque não dá mesmo!!:) retribuo o que fazem comigo minha querida!!! Já tenho saudadecas tuas!!! não te vejo à imenso tempo!! Nunca mais ninguém fez anos!!:p